Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 25 de abril de 2016

KING's X


King's X é uma banda de hard rock e heavy metal notada por suas letras espirituais e sua música sofisticada, o que faz com que muitos os considerem também como uma banda de rock progressivo.

A história do grupo começa em 1980, quando Doug Pinnick e Jerry Gaskill, que haviam se conhecido juntamente com Phil Keaggy nas turnês da banda de rock cristão Petra, recrutaram Ty Tabor para juntar-se a eles e formar uma banda própria. Formaram a The Edge, a banda fazia apresentações nos bares de Springfield, especializados em covers. Em 1983, o nome da banda foi alterado para Sneak Preview e começaram a gravar material próprio. Lançaram um álbum auto intitulado no ano seguinte.

Realocaram-se para Houston (Texas) com a promessa de um contrato, o que não aconteceu. Mas acabaram conhecendo Sam Taylor, vice presidente da ZZ Top Productions. Taylor logo se tornou mentor do grupo e os convenceram a mudar o nome para King's X.

O grupo lançou seu primeiro álbum com o novo nome, Out of the Silent Planet, em 1988. Apesar de ter sido aclamado pela crítica, não foi bem sucedido comercialmente. O segundo álbum, Gretchen Goes to Nebraska (1989), foi melhor sucedido, produzindo material nas rádios e MTV.

O aumento da exposição foi benéfico para o lançamento do terceiro álbum Faith, Hope, Love, em meados de 1990. O álbum foi o primeiro do grupo a entrar nas paradas de Top 100 dos Estados Unidos, com o single de sucesso, It's Love. A banda abria os shows da banda AC/DC nos Estados Unidos e Europa no primeiro semestre de 1991, e também entraram em turnê junto com o Living Colour.

Na época, o grunge estava no auge de sua popularidade, e a marca do grupo não lembrava as canções de sucesso entre o público vindas de bandas como Soundgarden e Pearl Jam (apesar de que ironicamente, o King's X ser considerado como uma das inspirações do estilo; o baixista do Pearl Jam Jeff Ament citou que o King's X havia inventado o grunge).

A fim de um novo som para a banda (não necessariamente o grunge), contrataram o produtor Brendan O'Brien, que havia trabalhado com o primeiro álbum do Stone Temple Pilots e o segundo do Pearl Jam.

O resultado foi Dogman (1994), um som muito mais pesado do grupo, com menos letras abstratas e espirituais. O trabalho recebeu mais promoção da gravadora, e a turnê de sua promoção foi um sucesso, incluindo participação no Woodstock. Entretando, o álbum não foi bem sucedido comercialmente como a sua nova gravadora a Atlantic esperava, o que culminou posteriormente no encerramento do contrato do grupo com a gravadora.


Nenhum comentário: