Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 30 de outubro de 2016

ROGER DALTREY: “O rock está num beco sem saída. Só os rappers falam coisas que importam”


Parece que o líder do The Who, Roger Daltrey, está insatisfeito com o rock da atualidade. Segundo ele, “o rock está morto” e só os rappers têm falado coisas que realmente importam.

O músico de 72 anos conversou com o The Times, durante passagem pelo festival Desert Trip, evento de lendas do rock, que contou com a participação de Bob Dylan, Rolling Stones, Paul McCartney, Neil Young, Roger Water e o próprio The Who.

Quando questionado sobre a cena musical contemporânea, Roger Daltrey disse:

“Para mim, a tristeza é que o rock chegou a um beco sem saída… As únicas pessoas que ainda dizem coisas que importam são os rappers e a maior parte da música pop não tem sentido e é esquecível.”

“Você assiste a esses novos pop stars e não consegue lembrar de nada depois,” complementou.

Essa não é a primeira vez que Roger Daltrey faz um comentário como esse. Em 2014, ele já havia afirmado que faltava “angústia e propósito” à geração de músicos da atualidade.

Ele ainda alegou que já não existe mais um “movimento musical”, assim como aconteceu nos anos setenta com os punks e os mods – e usou a boy band One Direction como exemplo de sua crítica.

“Aqui estamos com o mundo no estado que está e temos o One Direction. Onde estão os artistas que escrevem com qualquer senso de angústia ou propósito? Nesse momento, não há movimentos: Tivemos os mods e depois os punks, mas é muito difícil começar um movimento agora. A não ser que seja o ISIS,” disparou.

Mesmo sem novas bandas que agradem Roger Daltrey, o The Who ainda segue agradando a muitos. Assista a performance da banda para o hit “My Generation”, no Desert Trip:


Nenhum comentário: