22 novembro 2023

CHRIS MONTEZ

Chris Montez: A Fusão Única de Rock e Standards que Marcou uma Era




Olá, pessoal do Rock’n’Roll! Hoje vou mergulhar na incrível jornada musical de Chris Montez, um nome que pode não ser tão óbvio nos dias de hoje, mas que deixou uma marca duradoura na história da música.

Preparem-se para uma viagem nos acordes de Chris que ecoam até os dias atuais.



O Nascimento de uma Estrela Musical em Los Angeles



Ezekiel Christopher Montanez, conhecido por todos nós como Chris Montez, viu a luz do dia em 17 de janeiro de 1943, nas ensolaradas terras de Los Angeles, Califórnia.

Crescendo na atmosfera musicalmente rica de Hawthorne, ele absorveu as influências latinas de sua comunidade desde tenra idade.

Mas a música não era apenas uma parte do ambiente; era o coração pulsante da vida cotidiana. 



Influências Musicais: O Ritmo Latino e a Herança de Ritchie Valens


Assim como a música latina fluía nas veias da comunidade, Chris Montez não resistiu às influências e se viu envolvido pelas melodias cativantes.

A sombra de Ritchie Valens pairava sobre ele, um ícone que provou que a herança latina podia conquistar o mundo do rock.

Montez não apenas absorveu essa influência, mas a transformou em algo completamente único.



Raízes Familiares: Rancheras e Acordes de Violão


Dentro de sua própria casa, o talento musical de Chris foi cultivado. Cantar rancheras, um estilo musical mexicano, se tornou um rito familiar, e os acordes de violão ressoavam pelas paredes.

Os irmãos mais velhos desempenharam um papel crucial em sua formação musical, ensinando-lhe as complexidades do violão, uma habilidade que logo se tornaria uma marca registrada de seu som.


Chris Montez: A Fusão Única de Rock e Standards que Marcou uma Era chris-montez-album-lets-dance


O Ano de 1962: “Let's Dance” e a Ascensão Meteórica


Em 1962, Chris Montez deixou sua marca cravada no mundo da música com o lançamento de “Let's Dance”.

Um single que não só balançou as paradas, mas se tornou um hit. Essa música foi um marco na carreira de Montez, lançando-o no cenário musical e estabelecendo seu nome como uma força a ser reconhecida. 

Ele se apresentou com essa música no lendário The Ed Sullivan Show, um programa de televisão americano que lançou a carreira de muitos astros da música, como Elvis Presley, The Beatles e The Rolling Stones.

Essa música também inspirou muitos artistas britânicos, como os The Beatles, que abriram para ele em uma de suas primeiras turnês, e os The Hollies, que gravaram uma versão de sua música “Some Kinda Fun” em 1963.

“Let's Dance” é um clássico atemporal que transcende gerações e continua a ser uma presença inegável no mundo da música. Ela também foi usada no filme Animal House, de 1978, uma comédia sobre a vida universitária nos anos 60.



A história por trás de “Let's Dance”


A música Let's Dance, de Chris Montez, tem uma história interessante por trás dela. Ela foi escrita e produzida por Jim Lee, que lançou a música em seu próprio selo Monogram Records em 1962.

A música foi um sucesso de rock and roll, que alcançou o Top 10 nas paradas musicais dos Estados Unidos e do Reino Unido.

A música se referia a passos de dança que eram populares entre os adolescentes na época, como o Twist, o Stomp e o Mashed Potato.

Chris Montez era um cantor mexicano-americano que era o último de 20 filhos. Ele cresceu na atmosfera musicalmente rica de Hawthorne, na Califórnia, e influenciado por Ritchie Valens, um ícone do rock latino.


chris-montez-revista-intervalo-publicada-no-brasil-1967


Turnês Épicas: De Clyde McPhatter a Smokey Robinson


A ascensão meteórica de Montez não parou por aí. Ele embarcou em turnês memoráveis ao lado de lendas como Clyde McPhatter, Sam Cooke, The Platters e Smokey Robinson.

Essas experiências moldaram seu estilo, adicionando camadas ricas à sua paleta musical já diversificada.



Contratos e Gravadoras: Uma Carreira Marcada por Diversidade


Ao longo de sua carreira, Chris Montez não se limitou a uma única gravadora. Ele assinou com pesos pesados como A&M, Monogram, London, Caytronics e Columbia.

Cada mudança representava não apenas uma evolução em sua carreira, mas também um testemunho de sua versatilidade e capacidade de se adaptar aos diferentes aspectos da indústria musical.



A Marca Vocal Distinta e a Habilidade Versátil na Guitarra


O que torna Chris Montez verdadeiramente notável é sua distinta gama vocal tenor. Seu timbre único permite que ele transite entre o rock e os padrões musicais com uma facilidade surpreendente.

Além disso, sua habilidade versátil na guitarra adiciona uma dimensão extra à sua presença musical, tornando-o uma força inigualável.


chris-montez-album-lets-dance-cover-back


Algumas Curiosidades Sobre Chris Montez


Chris Montez foi um dos primeiros artistas a gravar uma versão em inglês da famosa canção brasileira “Mas Que Nada”, escrita por Jorge Ben Jor.

Ele a incluiu em seu álbum de 1966 “The More I See You”, que também contou com a participação de Herb Alpert e o grupo Brasil '66.

Chris Montez foi um dos poucos artistas latinos a se apresentar no lendário The Ed Sullivan Show, um programa de televisão americano que lançou a carreira de muitos astros da música, como Elvis Presley, The Beatles e The Rolling Stones.

Montez se apresentou no programa em 1962, cantando seu hit “Let's Dance” para uma audiência de milhões de pessoas.

Chris Montez teve uma grande influência na cena musical britânica, especialmente na década de 1960. 

Ele fez várias turnês pelo Reino Unido, onde foi recebido com entusiasmo pelos fãs e pela imprensa. 

Chris Montez é um artista versátil, que não se limita a um único gênero musical. Ele explorou vários estilos, como o rock, o pop, o jazz, o folk, o country e o latino.



chris-montez-album-time-after-time


Ele também gravou músicas em vários idiomas, como o inglês, o espanhol, o francês, o italiano e o português. Ele demonstrou sua capacidade de se adaptar às mudanças do mercado musical e às preferências do público.

Em 1966, ele mudou seu estilo musical para um som mais suave e romântico, sob a orientação de Herb Alpert, um dos fundadores da gravadora A&M Records.

Ele gravou sucessos como “Call Me”, “The More I See You” e “There Will Never Be Another You”, que mostraram sua voz tenor distinta e sua habilidade na guitarra.

Chris Montez gravou uma versão em inglês da famosa canção brasileira “Mas Que Nada”, escrita por Jorge Ben Jor.

Nos anos seguintes, ele continuou a explorar diferentes gêneros musicais, como o pop, o jazz, o folk, o country e o latino.

Ele também gravou músicas em vários idiomas, como o espanhol, o francês, o italiano e o português. 

Chris demonstrou sua versatilidade e capacidade de se adaptar às mudanças do mercado musical e às preferências do público.



O Legado Contínuo: Chris Montez, uma Influência Perene


Mesmo após décadas desde seu primeiro sucesso, Chris Montez continua a ser uma figura influente na indústria da música.

Sua música transcende gerações, e sua capacidade de se reinventar mantém seu legado vivo. Seja balançando ao som de “Let's Dance” ou se perdendo nas melodias cativantes de seus standards, Chris Montez permanece uma presença inegável.


chris-montez-album-the-more-isee-you


Chris Montez está na Ativa


Atualmente, ele continua ativo na indústria da música, se apresentando em shows e eventos, especialmente para as comunidades latinas nos Estados Unidos.

Ele participa de projetos sociais e educacionais, promovendo a saúde e o bem-estar.

Chris Montez recebeu o Prêmio SOPA (Stop Obesity Promote Activity) em 2011 por seu trabalho nessa área.

Em sua entrevista para a NAMM Oral History Collection em 2020, ele compartilhou sua trajetória musical e suas experiências na indústria.

Chris Montez é um artista talentoso e versátil, que continua a inspirar muitas pessoas com sua música e sua personalidade.

O último álbum de Chris Montez foi Cartas de Amor, lançado em 1983. Esse álbum contém apenas músicas cantadas em espanhol, como Amor, Pensando, Depende de Ti e Lo Nuestro.

Esse álbum foi o último trabalho de Montez na indústria da música, depois de uma carreira marcada por diversidade e versatilidade.



Uma Jornada Musical Inesquecível


Em resumo, a jornada musical de Chris Montez é uma tapeçaria rica e diversificada de influências, sucessos e inovações.

Do garoto em Hawthorne absorvendo a rica herança musical latina à lenda musical que é hoje, Montez deixou uma marca indelével no mundo da música.

Se você ainda não explorou seu catálogo musical, é hora de embarcar nessa jornada única de rock e standards que só Chris Montez pode proporcionar.

Vamos deixar a música falar por si mesma e celebrar o legado deste ícone musical americano. Rock on!