26 janeiro 2024

SOUNDGARDEN

Soundgarden se Tornou uma Referência do Grunge e do Rock Alternativo

Soundgarden se Tornou uma Referência do Grunge e do Rock Alternativo


Olá, pessoal! Hoje falarei sobre uma das bandas mais icônicas da cena Grunge que marcou os anos 90: Soundgarden.

Formada em 1984 em Seattle, a banda conquistou seu lugar ao lado de gigantes como Nirvana, Alice in Chains e Pearl Jam, sendo conhecida não apenas pelo rótulo grunge, mas também por sua incrível diversidade musical.


O Início: Seattle e a Explosão Grunge


Quando pensamos em Grunge, logo nos vem à mente Seattle, o berço desse movimento musical revolucionário. Soundgarden, com outras bandas notáveis, desencadeou uma revolução musical que transcendeu gerações.

Soundgarden foi uma das primeiras bandas a surgir na cena grunge de Seattle, com Green River, Skin Yard, Malfunkshun, The U-Men e Melvins.

Essas bandas participaram de uma coletânea chamada Deep Six, lançada em 1986 pela C/Z Records, sendo considerada o primeiro registro do grunge.

O nome da banda foi inspirado por uma escultura de canos que produzia sons com o vento, chamada “The Sound Garden”, localizada no Magnuson Park, em Seattle. O vocalista Chris Cornell disse que o nome era uma “metáfora para a arte musical”.


Do Heavy Metal ao Grunge: Soundgarden e Sua Evolução


Assim como Alice in Chains, Soundgarden incorporou elementos mais pesados em sua música, especialmente nos primeiros anos de carreira.

Muitas vezes rotulada como uma banda de Heavy Metal/Hard Rock, a Soundgarden se destacou pela sua sonoridade única, diferenciando-se das abordagens mais comerciais de bandas como Nirvana e Pearl Jam.

A banda foi influenciada por diversos artistas, como Black Sabbath, Led Zeppelin, The Beatles, The Stooges, MC5, Pink Floyd, Jimi Hendrix, entre outros.

A Soundgarden também explorou diferentes gêneros musicais, como punk, blues, psicodélico, pop e até mesmo country.

A Soundgarden também se caracterizou pelo uso de afinações alternativas, tempos incomuns e vocais poderosos.

O guitarrista Kim Thayil disse que a banda buscava criar “uma música que fosse estúpida e confusa”.  O vocalista Chris Cornell era conhecido por sua extensão vocal de quatro oitavas e sua capacidade de cantar em diferentes registros, desde o grave até o agudo. 


Soundgarden-album-Superunknown


A Jornada para o Estrelato: O Caminho até o Sucesso Comercial


Apesar de terem sido a primeira banda grunge a assinar com uma grande gravadora, o verdadeiro sucesso comercial só bateu à porta da Soundgarden no início dos anos 90, coincidindo com a popularização do movimento grunge.

A banda enfrentou desafios e superou obstáculos para finalmente ser reconhecida não apenas como uma banda de culto, mas também como um fenômeno comercial.

A Soundgarden assinou com a A&M Records em 1988, sendo a primeira banda grunge a fazer parte de uma grande gravadora.

No entanto, a banda enfrentou resistência por parte da gravadora, que queria moldar o seu som para torná-lo mais acessível. A banda recusou-se a ceder às pressões e manteve a sua integridade artística. 

O primeiro álbum da banda pela A&M foi "Ultra-mega" OK, lançado em 1988. O álbum recebeu críticas positivas e foi indicado ao Grammy de Melhor Performance de Hard Rock/Metal em 1990.

No entanto, a banda não ficou satisfeita com a produção do álbum e planejava remixá-lo, mas nunca o fez. 

O segundo álbum da banda pela A&M foi "Louder Than Love", lançado em 1989. O álbum foi o primeiro a entrar na Billboard 200, alcançando a posição 108.

O álbum também gerou polêmica por suas letras, que abordavam temas como sexo, drogas, racismo e censura. 

O terceiro álbum da banda pela A&M foi "Badmotorfinger", lançado em 1991. O álbum foi um sucesso de crítica e público, vendendo mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos.

O álbum também foi indicado ao Grammy de Melhor Performance de Metal em 1992 e 1993.  O álbum contou com os singles “Jesus Christ Pose”, “Outshined” e “Rusty Cage”, que se tornaram clássicos da banda.


O Ápice: “Superunknown” e a Conquista da Billboard


O ano de 1994 marcou o auge da Soundgarden com o lançamento do álbum “Superunknown”. Este álbum não só estreou na primeira posição da Billboard, mas também gerou dois singles vencedores do Grammy, “Black Hole Sun” e “Spoonman”.

Essas músicas não apenas capturaram a essência grunge, mas também consolidaram a Soundgarden como uma das principais forças da cena musical da época.

Superunknown foi o álbum mais bem-sucedido da banda, vendendo mais de nove milhões de cópias pelo mundo.

O álbum também recebeu elogios da crítica, sendo considerado um dos melhores álbuns dos anos 90.  O álbum mostrou a evolução musical da banda, incorporando elementos de rock alternativo, rock psicodélico, heavy metal e pop. 

O álbum contou com cinco singles: “Spoonman”, “The Day I Tried to Live”, “Black Hole Sun”, “My Wave” e “Fell on Black Days”.

Todos eles entraram nas paradas da Billboard, sendo que “Black Hole Sun” foi o mais bem colocado, alcançando a posição 24 na Billboard Hot 100.  “Black Hole Sun” e “Spoonman” também ganharam os Grammys de Melhor Performance de Hard Rock e Melhor Performance de Metal, respectivamente, em 1995. 


Soundgarden-album-ultramega


Reconhecimento e Conquistas: VH1 e a Lista dos Maiores Artistas do Hard Rock


A contribuição da Soundgarden para a música não passou despercebida. A banda foi colocada em uma posição respeitável, ocupando o 14º lugar na lista dos “100 Maiores Artistas do Hard Rock” pela VH1. 

Esse reconhecimento solidificou o impacto duradouro que a Soundgarden teve na cena musical.

A lista foi elaborada em 2000 pela VH1, um canal de televisão dedicado à música e à cultura pop. A lista contou com a participação de críticos, jornalistas, músicos e fãs, que votaram nos seus artistas favoritos do gênero hard rock.

A lista foi apresentada em um programa especial de cinco episódios, que contou com depoimentos e performances dos artistas selecionados. 

A Soundgarden foi a única banda grunge a entrar no top 20 da lista, superando bandas como Nirvana, Pearl Jam e Alice in Chains.

A banda foi elogiada por sua originalidade, criatividade e influência na música. O apresentador do programa disse que a Soundgarden “criou um som que era tão pesado quanto o metal, mas tão estranho quanto o punk”. 


O Fim de uma Era: 9 de abril de 1997


Infelizmente, como todas as grandes histórias, a jornada da Soundgarden teve seu capítulo final. Em 9 de abril de 1997, a banda anunciou seu término devido a conflitos internos sobre a direção criativa.

O fim de uma era deixou os fãs em luto, mas o legado da Soundgarden permaneceu.

O último álbum de estúdio da banda foi Down on the Upside, lançado em 1996. O álbum foi outro sucesso de vendas e crítica, mas também mostrou as tensões na banda.

A Soundgarden optou por produzir o álbum por conta própria, buscando um som mais orgânico e menos polido.

No entanto, isso também gerou divergências entre os membros, especialmente entre o vocalista Chris Cornell e o guitarrista Kim Thayil, que tinham visões diferentes sobre o som da banda. 

A banda embarcou em uma turnê mundial para promover o álbum, mas o clima era tenso e desgastante. 

A banda também enfrentou problemas com a gravadora, que queria mais singles e vídeos. A banda se recusou a fazer mais concessões e decidiu encerrar as atividades. 

Em uma declaração oficial, a banda disse que o término foi uma decisão mútua e amigável, e que eles estavam orgulhosos do que haviam feito juntos.

Eles também agradeceram aos fãs pelo apoio e pela lealdade. 



Soundgarden-album-Louder-Than-Love


A Ressurreição: Reunião e o Retorno em 2009


O final da história da Soundgarden não foi definitivo. Em 31 de dezembro de 2009, o site oficial da banda surpreendeu os fãs ao anunciar a reunião dos membros originais.

Chris Cornell, o lendário vocalista, confirmou a notícia via Twitter, marcando o renascimento da banda para a alegria dos fãs.

A reunião da banda foi motivada pelo desejo de relançar o seu catálogo em formatos digitais e de celebrar o 20º aniversário do álbum Louder Than Love.

A banda também sentiu que havia uma demanda dos fãs por novas músicas e shows. 

A banda fez o seu primeiro show após a reunião em 16 de abril de 2010, em Seattle, como parte de um evento beneficente.

A banda tocou oito músicas, incluindo “Spoonman”, “Hunted Down” e “Beyond the Wheel”. 

A banda participou de vários festivais, como o Lollapalooza, o Download Festival e o Rock am Ring. A banda recebeu uma calorosa recepção dos fãs e da crítica, mostrando que ainda tinha energia e química. 

A banda voltou ao estúdio para gravar o seu sexto álbum de estúdio, intitulado King Animal, lançado em 2012.

O álbum foi bem recebido pelos fãs e pela crítica, sendo considerado um retorno às raízes da banda. O álbum contou com os singles “Been Away Too Long”, “By Crooked Steps” e “Halfway There”. 



Soundgarden-album-Badmotorfinger


Um Legado Além dos Rótulos


Em conclusão, a jornada da Soundgarden é uma montanha-russa de emoções, talento e inovação musical.

Além do rótulo grunge, a banda deixou um legado que transcendeu os limites do tempo e dos gêneros musicais.

Seja na potência do heavy metal, na melodia grunge ou na resiliência da sua reunificação, a Soundgarden continua a ecoar através das décadas, provando que sua música é verdadeiramente atemporal.


Chris Cornell


Após o fim do Soundgarden em 1997, Chris Cornell se dedicou à sua carreira solo e também participou de outros projetos musicais.

Ele se juntou aos integrantes do Rage Against the Machine para formar o Audioslave, uma banda de rock que lançou três álbuns entre 2002 e 2006.

Em 2007, Cornell deixou o Audioslave para se concentrar em seu segundo álbum solo, Carry On, que foi lançado em maio daquele ano.

Ele também gravou a música tema do filme 007 - Cassino Royale, chamada “You Know My Name”, que foi um sucesso de crítica e público.

Em 2009, Cornell anunciou a reunião do Soundgarden, que voltou aos palcos e aos estúdios. A banda lançou o álbum King Animal em 2012, o primeiro em 16 anos.

Cornell continuou a fazer shows e a lançar álbuns solo até sua morte em 2017, aos 52 anos. Ele é considerado um dos maiores vocalistas de rock.